twitter


A PRESEPADA


Autor(es): José Carlos Aragão
Editora: Dimensão
Ilustrador: Rosinha
Coleção: Fora do Palco
Formato: 19x25cm
Páginas: 24 páginas em 4 cores
SINOPSE Um burro que não aceita a condição de vaquinha de presépio, uma vaca que age como tal e o repreende, os reis magos, a estrela-guia. A Presepada - auto de Natal de José Carlos Aragão, com ilustrações de Rosinha - é diversão garantida.

“A Presepada” é um livro que pode ter dois objetivos: entreter uma única criança enquanto  o sono, sorrateiro, chega sem avisar; ou divertir uma platéia de espectadores ansiosos por ver seus filhos na primeira apresentação de suas vidas numa peça escolar ou de igreja.
Optei pela primeira opção – vejam a aliteração necessária. – Deitei ao lado do meu sobrinho de 3 anos e li a história enquanto ele tentava não dormir. O burro divertido e com atitudes afoitas fez seus olhos grandes e brilhantes resistiram ao sono. E não foram apenas as falas curtas e espirituosas desse animal que chamaram a atenção do menino. As gravuras que ilustram o livro provam o talento da senhora Rosinha. O bom gosto atrai as crianças, os principais destinatários da obra. As cores fortes e os traços simples fomentam uma certa identificação da criança com o livro. E isso é um ponto super-positivo. Note que destacar pontos positivos pressupõe haver pontos negativos. E há.
Não, não se espante meu indiscreto leitor. Esclareço: José Carlos Aragão poderia ter escrito um livro um pouquinho mais volumoso, ou um texto teatral mais longo, que seja. Quatro ou cinco páginas a mais deixariam o livro comercialmente, exigiria um tempo de leitura um pouquinho maior (e tempo é muito importante quando se está à cabeceira da cama de um pimpolho tentando-o fazer dormir), ou uma apresentação teatral suficientemente longa para as pessoas sentirem-se acomodadas na cadeira.
Porém, o que eu disse acima não sustenta um no entanto. As 24 páginas do livro são completas em si, a história não deixa a desejar. Em termos de conteúdo dá o seu recado de forma divertida, clara e acessível a todas as crianças...e adultos. Uma história de Natal em que a estrela principal é uma estrela e onde um burro e uma vaca deixam de ser presença figurativa de um presépio para se tornar personagens essenciais na boa condução da história chama com certeza a atenção de pais e filhos.
Concluo. Mesmo tendo como pano de fundo uma história universal como a do nascimento de Jesus, Aragão a abordou de uma perspectiva interessante. E a Editora Dimensão soube, utilizando dos talentos disponíveis em seus recursos humanos, estruturar num livro que vale a pena ser apresentados aos nossos filhos.
 

0 comentários:

Postar um comentário