twitter


Muitas Vidas, Muitos Mestres


Autor: Weiss, Brian L.
Editora: Sextante/Gmt
Categoria: Espiritualista

              Realmente o livro Muitas Vidas, Muitos Mestres, do psiquiatra e pesquisador Dr. Brian Weiss, é um livro chamativo. O título poético da Obra, seu preço inegavelmente acessível e a singela observação na capa nos informando que foram vendidos mais de um milhão de exemplares no Brasil nos leva imediatamente a tomá-lo em mãos e considerar seriamente sua compra. Se Você é um desses consumidores compulsivos de livros, meu indiscreto leitor de diários, recomendo-o a não criar muitas expectativas em relação ao livro em questão.
              A temática é realmente interessante a um percentual significativo da população deste que é considerado o maior país espírita do mundo: a reincarnação e a possibilidade de voltar a este planeta é uma possibilidade atraente a muitos indivíduos. Porém, é sobre a forma como o tema foi exposto que me disponho a escrever nesse diário.
              Nas páginas iniciaisWeiss nos descreve de forma interessante como suas crenças e carreira foram expostas com o fato que para ele se tornou uma revelação desconcertante: não seria dada ao homem apenas uma chance de viver, mas quantas necessárias ao seu desenvolvimento espiritual. Essa descrição inicial é feita de forma simples, esclarecedora e um tanto apaixonada. É realmente competente em prender o leitor, àvido por saber o que levou um profissional tão graduado e respeitado a expor o futuro de sua carreira da forma como ele fez. 
              No entanto, o livro segue em descrições detalhadas das experiências que Weiss teve com uma de suas pacientes de psiquiatria, na obra codinominada Catherine. Essas descrições, em sua maioria formadas pela translineação de monólogos de uma Catherine em transe, tornam-se um tanto cansativas e compõem a maior parte do corpo do livro. Faltou no livro do senhor Weiss um conteúdo mais completo sobre o assunto, um recheio mais teórico que tivesse sim a função de instruir o leitor sobre a doutrina em discussão. O interessante é que o título nos leva a criar essa espectativa, mas o texto da capa já nos dá uma idéia de como o conteúdo se revelará aos leitores, que não passará da exposição de uma história, uma simples história, que dificilmente atrairá leitores mais críticos.

1 comentários:

  1. Olá! Confesso que não sou muito adepta das leituras ligadas a espiritualidade, devido a experiências ruins com algumas. Nunca li nada de Weiss, então, não me atrevo a comentar mais do que isso.
    Adorei seu blog, é sempre bom ter um espaço para saber opiniões sobre livros.
    Abraços.

Postar um comentário